Sou feiticeiro de nascença/ trago o meu peito cruzado
A morte não é vingança/ orgulho não vale nada.
E atrás dessa reticência
Nada, ri-go-ro-sa-men-te nada
Boca calada, moscas voando, e tudo somente enquanto
Eu deixar. Enquanto eu estiver atento nada me acontecerá.
Um painel depois do outro e um sorriso de vampiro;
Eu me viro/como/posso me virar.
E agora corta essa — só quero saber do que pode dar certo
Mas hoje tenho muita pressa. Pressa. Pressa! A gente se vê,
Na certa.
Torquato Neto

Mergulha nos sonhos

mergulha nos sonhos
ou um lema pode derrubar-te
(as árvores são as suas raízes
e o vento é o vento)

confia no teu coração
se os mares se incendeiam
(e vive pelo amor
embora as estrelas desandem)

honra o passado
mas acolhe o futuro
(e afasta a tua morte no bailado
deste casamento)

não te importes com um mundo
de vilões ou de heróis
(pois deus gosta de garotas
e do amanhã e da terra)
apesar de tudo quanto
respira e mexe (…)

e.e. cummings